Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino, Vol. 2, No 1 (2011)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

REDE URBANA, PRODUÇÃO DO ESPAÇO E POLÍTICAS PÚBLICAS: INTERAÇÕES ESPACIAIS ENTRE MARINGÁ E GUARAPUAVA (PR) BRASIL

Ricardo Luiz TOWS, Cesar Miranda MENDES, Lisandro Pezzi SCHMIDT, Jaqueline Telma VERCEZI

Resumo


O trabalho se caracteriza como pesquisa básica e aplicada da geografia que tem como foco realidades distintas no Paraná. O problema é o estudo comparativo dos processos praticados pelos agentes produtores em Maringá e Guarapuava e suas estratégias para interação das respectivas regiões. O objetivo principal é discutir, analisar e comparar realidades regionais distintas visando o desenvolvimento regional. A metodologia compõem-se por múltiplas escalas de análise do processo sócioespacial relacionado à configuração do espaço urbano-regional dos dois pólos, tendo como apreensão o papel dos agentes do capital e do Estado (poder público). Espera-se por meio da investigação, gerar conhecimentos que propiciem novas políticas públicas de interesse social, bem como uma maior integração regional dos dois centros. Os impactos e benefícios da pesquisa visam gerar conhecimento teórico e prático no intuito de resgatar tendências recentes para gestão do território. Justifica-se a apreensão de tal processo, pela associação das constantes mutações e dos novos conteúdos da urbanização paranaense e, ainda, pelas demais peculiaridades das atividades desenvolvidas em nível de iniciação científica, lato e stricto sensu, bem como a consolidação do Grupo de Pesquisa (GEUR/UEM e Observatório das Metrópoles – Núcleo R.M.M.) e o intercâmbio com as institucionais de ensino superior do Estado, como é o caso da Unicentro, com o Mestrado em Geografia recentemente aprovado pela CAPES.

Texto Completo: PDF